As notícias veiculadas em fevereiro pela imprensa especializada e que “vieram a lume” em vésperas do jogo com o Benfica em casa a contar para 16ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão (derrota por 1-6), estão confirmadas de forma oficial, pois Marco Alexandre Rodrigues Barros, conhecido no mundo do hóquei por “Tuga”, irá sair de Turquel depois de sete épocas no clube onde se tornou uma referência nacional e internacional na sua posição específica. O guardião sai de Turquel para ir representar precisamente o S.L. Benfica, clube ao qual regressa 10 anos depois de o ter representado em 2008/09.

Tuga chegou à aldeia do hóquei em 2011/12, com o clube ainda na 2ª Divisão e viria a subir à 1ª nessa mesma temporada, para nunca mais cair no segundo escalão. Ao todo foram sete épocas (2011/12, 2012/13, 2013/14, 2014/15, 2015/16, 2016/17 e 2017/18) a trilhar diariamente o caminho entre Paço de Arcos e Turquel, com muitas conquistas, alguns dissabores e muitas amizades feitas. O guardião marcou uma era na baliza alvinegra, fez quase 250 partidas oficiais com a camisola do HCT e conquistou o coração dos adeptos turquelenses com a sua forma de ser simples e humilde, para além da qualidade evidenciada e das exibições portentosas que foi rubricando ao longo do tempo.

Produto das escolas de formação do C.D. Paço de Arcos, o seu clube do coração, Tuga jogou no clube da linha desde que se iniciou a patinar e até ao final da época 2004/05 (Sub-20), ano em que se estreou nos Seniores na 1ª Divisão. No seu primeiro ano com idade de sénior (2005/06) saiu para ganhar minutos em Alverca na 2ª Divisão, pelas mãos de Luís Duarte, mas a experiência durou pouco mais de meia época. O convite de Luís Miguel Cunha e da Juventude Ouriense fê-lo mudar de ares e abraçar um projeto na 1ª Divisão, assumindo-se como pedra basilar da equipa ouriense. Esteve em Ourém durante duas épocas (2006/07 e 2007/08), mas à segunda temporada não evitou a descida de divisão, tendo saído para o Benfica em 2008/09. No clube da Luz foi orientado por Carlos Dantas, mas a equipa não atingiu qualquer dos objetivos a que se propôs nesse ano e Tuga seguiu depois para novo projeto ambicioso em Cascais em 2009/10, subindo o clube verde e branco à 1ª Divisão e permanecendo por lá durante mais uma época (2010/11), sendo que neste segundo ano as debilidades financeiras do clube e a extinção dos seniores precipitaram a sua saída para Turquel. Na época seguinte (2011/12) chegou à aldeia do hóquei para trabalhar com João Simões na 2ª Divisão, e ajudou o clube a alcançar a tão almejada subida à elite do hóquei nacional. De lá para cá foram seis épocas (de 2012/13 a 2017/18) de Turquel no 1º escalão, que coincidiram sempre com a presença de Tuga na baliza dos “brutos dos queixos”. O guardião natural de Paço de Arcos exibiu-se sempre a grande nível e brilhou também na Europa nas recorrentes campanhas dos turquelenses na Taça CERS.

Na seleção de todos nós Tuga acumulou 6 internacionalizações por Portugal, tendo sido vice-campeão Europeu de Sub-17, em Alcobaça. Já quando se encontrava ao serviço do HCT esteve também nos pré-convocados para o Europeu de Seniores de Alcobendas (Espanha) de 2014, mas viria a ser preterido da lista dos 10 finais do selecionador Luís Sénica, em detrimento de Ângelo Girão (na altura no Valongo) e de Jorge Correia (Juventude Viana). Com 33 anos Tuga entrará agora numa nova fase da sua carreira e estará de novo às ordens de Pedro Nunes, tal como em Cascais em 2010/11, mas desta feita num clube com uma dimensão totalmente diferente e lutando por objetivos bem mais altos. Nas sete épocas em que representou o HCT, o atleta foi um exemplo de profissionalismo e consistência, mostrando uma apetência natural fora do vulgar para a posição específica de guarda-redes. Mostrou também ser uma pessoa reservada, que deixou muitos amigos em todos os setores do quotidiano do clube e apartou um legado indiscutível de qualidade e compromisso, que serão recordados para sempre em Turquel.

A direção turquelense, toda a estrutura do clube, bem como o HCT.pt vêm, por este meio e de forma oficial, agradecer todo o esforço, dedicação e carácter demonstrados pelo Marco ao longo de todo o seu fantástico percurso no nosso clube, e vêm também desejar-lhe as maiores felicidades do mundo para o futuro, com a certeza que o consideraremos sempre um dos nossos, estando as nossas portas sempre abertas para ele e para toda a sua família.

Obrigado por tudo Tuga!

Fotos: Catarina Maria