Todos os escalões de competição do Hóquei Clube de Turquel estão, mais uma vez e em mais uma época, apurados para os Campeonatos Nacionais das respetivas faixas etárias, com os Sub-17, os Sub-15 e os Sub-13 ainda na luta pelo título de Campeões Regionais e com os Sub-20 a alcançarem o Nacional bem cedo na época. O grande objetivo da Coordenação da Formação do clube para os escalões de competição é sem dúvida alguma chegar à maior prova nacional e a partir daí realizar boas campanhas frente às melhores equipas do país, e esse facto tem vindo a ser uma realidade, ano após ano, nos últimos 15 anos, com exceção da temporada 2015/2016, época em que os Sub-20 não conseguiram lá chegar. Em 2017/2018 a qualidade do trabalho desenvolvido pelos responsáveis e atletas do clube alvinegro foi mais uma vez recompensada e mesmo jogando frente a formações tão competitivas como as que gravitam nos quadros competitivos da Associação de Patinagem de Lisboa, os resultados estão à vista.

Os Sub-20, orientados por Nuno Maurício, com coadjuvação de Nelson Lourenço, conseguiram o apuramento logo no final da 1ª Fase, ao vencerem a Série A com os mesmos 15 pontos que o S.C. Torres, mas com vantagem no confronto direto, e desde muito cedo tiveram a tranquilidade que lhes faltou nos últimos anos para poderem fazer uma 2ª Fase (3º classificado na Série J com 5 pontos) e 3ª Fase (apuramento do 5º ao 8º lugar na Série R ainda por começar) tranquila e a ganhar andamento. O plantel é relativamente curto no que à quantidade diz respeito (apenas cinco atletas Sub-20 de idade), mas a ajuda dos atletas dos Sub-17 tem permitido diminuir diferenças em relação aos outros clubes e um dos maiores feitos até à data desta jovem equipa foi o empate em casa a três bolas na 2ª Fase frente ao atual Campeão Nacional, o S.L. Benfica, que ainda não tinha perdido pontos na temporada. A “viagem” até à consumação do primeiro objetivo da época foi curta e pouco sinuosa, mas a equipa respondeu bem e estão reunidas as condições para a estabilidade, a desinibição e a evolução.

Já os Sub-17, comandados por Nelson Lourenço, lograram percurso idêntico nas duas Fases em que estiveram envolvidos no caminho para o apuramento para o Nacional, tendo terminado a 1ª Fase em primeiro na Série D, com cinco vitórias e um empate, somando 16 pontos, mais 3 que o Alenquer que foi segundo. De igual modo, na 2ª Fase, Série G, os alvinegros alcançaram os mesmo 16 pontos, também fruto das cinco vitórias e apenas um empate, terminando três pontos à frente da formação do Stuart Massamá. A equipa turquelense segue agora para uma 3ª Fase, em que irá disputar o apuramento de Campeão Regional na Série K, frente a Sporting C.P., S.L. Benfica e A. Stuart H.C. Massamá. Esta fase da época dá-se já com o objetivo primário de apuramento para o Campeonato Nacional assegurado.

Os Sub-15, H.C. Turquel “A”, orientados por Vasco Luís tiveram uma 1ª Fase na Série A imaculada, conseguindo 10 triunfos em 10 jogos e 30 pontos somados (mais 6 que o segundo classificado, G.C.C. “Os Corujas”). Na 2ª Fase, na Série G, a equipa venceu quatro jogos e empatou outros dois, somando 14 pontos, mais 3 que o segundo classificado, o Alenquer e parte para a 3ª Fase, incluída na Série O, para disputar o título de Campeão Regional com os “históricos” C.D. Paço de Arcos, Sporting C.P. e S.L. Benfica.Existe potencial para se poder almejar um Nacional de bom nível, assim os processos e a humildade se mantenham.

Por fim, os Sub-13, H.C. Turquel “A”, comandados por Hélio Gonçalves, terminaram a 1ª Fase na Série D com os mesmos 27 pontos que a formação do Tojal (nove vitórias e uma derrota), mas com vantagem no confronto direto e seguiram para a 2ª Fase inseridos na Série G, onde lograram terminar a prova com 13 pontos, um a mais que a equipa do Stuart Massamá “A”, fruto de quatro triunfos, um empate e uma derrota. Apesar de sofrida, a garantia do apuramento para o Nacional é definitiva e a equipa tem ainda o “bónus”, ainda que não seja o mais importante, de poder lutar pelo apuramento de Campeão Regional, ao disputar a Série P, da 3ª Fase da competição organizada pela Associação de Patinagem de Lisboa, frente a A.E. Física D. “A”, Sporting C.P. e S.L. Benfica “A”. 

O clube, a sua direção, os responsáveis, os seccionistas, os treinadores, os atletas, os pais e toda a comunidade HCT está mais uma vez de parabéns, pelo feito e pelo excelente trabalho desenvolvido em prol da terra, do concelho e até da modalidade. Esta é, sem dúvida alguma, mais uma vitória do bem, em detrimento dos detratores e dos “profetas da desgraça”, que gravitam no quotidiano da nossa agremiação.