Estreia em casa em jogos oficiais na temporada 2017/2018 para o H.C. Turquel e, depois das excelentes indicações dadas na pré-época e em Barcelos na 1ª jornada do Nacional da 1ª Divisão, o conjunto orientado por Jorge Godinho tinha teste de fogo diante dos seus adeptos, antes de avançar para o ciclo de jogos frente aos três grandes. O encontro teve ascendente visitado em quase todos os momentos e os forasteiros apenas conseguiram desfeitear os guardiões turquelenses em situações de bola parada. Ao intervalo o HCT vencia por 3-1 e com uma segunda parte intensa, trucidou um adversário que mostrou ter mais argumentos que em anos anteriores, mas que não conseguiu contrariar a força dos “brutos dos queixos”, até ao 8-3 final. O capitão Vasco Luís brilhou ao anotar um fantástico “póker” e destaque também para o reforço André Moreira, que continua a mostrar credenciais, tendo “bisado” neste encontro.

Primeiro tempo com entrada triunfante dos da casa, que aos dois minutos, num contra-ataque 4x3 bem delineado por Pedro Vaz e com definição de meia-distância de Vasco Luís, abriu as hostilidades e levou ao rubro um pavilhão ávido de sucessos. Passados nove minutos, Vasco Luís “bisou”, ao anotar uma penalidade por derrube de Diogo Silva (viu a cartolina azul neste lance) a André Moreira na área do Paço de Arcos. A cerca de quatro minutos do intervalo Daniel Matias disparou de longa distância e o reforço André Moreira mostrou instinto, desviando a bola vinda do stique do camisola quatro turquelense, fazendo um golo cheio de oportunismo no 3-0. Antes do descanso o PA reduziu, por intermédio do jovem emprestado pelo Sporting, Gonçalo Nunes, na conversão de um livre direto a castigar azul por falta dura de Daniel Matias sobre Nelson Ribeiro. O jovem Campeão do Mundo de Sub-20 “furou” a resistência de Tuga à “bomba”. Ao intervalo, 3-1.          

A segunda parte manteve a mesma tendência, e logo aos quatro minutos André Moreira foi derrubado por Rui Pereira quando se isolava na cara de Diogo Almeida, sendo que o árbitro Joaquim Sequeira apontou para a marca de livre direto e Janeka anotou o castigo, ultrapassando o guardião visitante com categoria no 4-1. Sete minutos volvidos e Vasco Luís entendeu-se às “mil maravilhas” com André Moreira, tendo assistido de forma primorosa o camisola sete dos alvinegros que com um toque subtil tirou a bola fora do alcance de Diogo Almeida, fazendo o 5-1. Parecia tudo controlado para os turquelenses, mas os da Linha reagiram. Primeiro num penalty cometido por Luís Silva sobre Nelson Ribeiro, com Gonçalo Nunes a “bisar” perante Tuga no 5-2. Logo a seguir caiu a 10ª falta dos visitantes, mas Janeka desta feita não conseguiu transformar o devido livre direto em golo. A quatro minutos do fim também caiu a 10ª falta de equipa do Turquel e Gonçalo Nunes, desta feita frente ao recém entrado Samuel Santos, não se fez rogado, anotando o seu terceiro golo no jogo e o terceiro de bola parada. O 5-3 fez acreditar os de Paço de Arcos, mas um minuto depois a crença desvaneceu-se, num penalty sofrido por Vasco Luís (derrube e azul para Losna), com o mesmo jogador a assumir a marcação da penalidade e a fazer o seu “hat trick” no 6-3. No minuto seguinte chegou o momento do jogo, uma fantástica triangulação num contra-ataque 3x2 entre Vasco Luís, André Moreira e Pedro Vaz, com o segundo a assistir o terceiro para um golo de belo efeito, que levantou por completo o muito público presente dos seus assentos. Antes do final destaque para a 15ª falta do PA (Janeka permitiu nova defesa a Diogo Almeida no livre direto) e para mais um golo de Vasco Luís, o quarto neste encontro, depois de fantástica assistência à meia volta de Janeka e quando a equipa jogava com um elemento a mais por azul por protestos mostrado a André Centeno. O 8-3 final espelha as diferenças patentes neste jogo entre os dois conjuntos, mas revelou-se um resultado bem pesado para os forasteiros, que mostraram argumentos para poderem equilibrar mais o encontro.  

Ficha Técnica:

Local: Pavilhão Gimnodesportivo de Turquel

Dia/Hora: 28 de outubro de 2017, às 21H

Competição: Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins 2017/18 (2ª jornada)

Árbitros: Jaime Vieira (Alentejo), Joaquim Sequeira (Lisboa), Paulo Silva [3º árbitro] (Leiria), David Barros [4º Árbitro] (Leiria)

H.C. Turquel: [13] Marco Barros “Tuga” (GR), [53] Pedro Vaz (1), [24] André Pimenta, [9] Vasco Luís (C) (4), [7] André Moreira (2), [10] Samuel Santos (GR), [22] Luís Silva, [57] João Silva “Janeka” (1), [4] Daniel Matias e [58] Tiago Mateus.

Treinador: Jorge Godinho

C.D. Paço de Arcos: [10] Diogo Almeida (GR), [8] Diogo Silva, [6] André Centeno, [3] Gonçalo Nunes (3), [12] Tiago Losna, [4] Rui Pereira (C), [5] Nelson Ribeiro, [7] Daniel Homem e [2] Tiago Gouveia. Não jogou: [1] Diogo Rodrigues “Matraco” (GR)

Treinador: Luís Duarte

Faltas de Equipa: 10-15

Disciplina: Cartão Azul a [8] Diogo Silva (CDPA), [4] Daniel Matias (HCT), [12] Tiago Losna (CDPA) e [6] André Centeno (CDPA).

Resultado ao intervalo: 3-1

Resultado Final: 8-3

No próximo sábado, 4 de novembro de 2017, o campeonato parará, para dar lugar ao regresso das competições europeias, com a equipa turquelense a defrontar os suíços do Genève R.H.C. na 1ª Mão dos 16 Avos-de-Final da Taça CERS. O jogo disputa-se no Centre Sportif La Queue d’Arve em Genève pelas 17:30h locais, menos uma hora em Portugal Continental, e será um teste interessante para aferir o momento de forma dos alvinegros.